PET Elétrica UFJF

MUSEU PET
ELÉTRICA

TRÍADE

PESQUISA

Efetivamos competências em engenharia a partir da produção de novos conhecimentos baseados em problemas emergentes da prática social

ENSINO

Incentivamos os discentes a desenvolver seus conhecimentos por meio de diversas atividades

EXTENSÃO

Levamos a comunidade externa à faculdade tudo aquilo que é produzido pelo grupo e pelos estudantes de graduação

Pesquisa

Simulação de movimentação solar no heliodon - ECOS - UFJFO projeto Heliodon foi um trabalho desenvolvido em parceria com o curso de arquitetura da UFJF com o intuito de desenvolver um módulo laboratorial Heliodon Automático, que simula a iluminação natural em modelos de construções arquitetônicas. 

Este projeto foi finalizado em 2014 e gerou um artigo para o Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia (COBENGE) 2014, onde foi premiado como o melhor trabalho do evento.

Imagem relacionadaO Laboratório Casa Sustentável (LCS) é um ambiente que desenvolve o ensino, a pesquisa e a extensão de maneira integrada, reconhecendo os impactos da construção civil sobre o meio ambiente, baseado em princípios de sustentabilidade, explorando técnicas e estratégias construtivas de arquitetura bioclimática, conforto ambiental e eficiência energética. O projeto foi concebido por uma equipe multidisciplinar e conta com uma parceria entre grupos de pesquisa dos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Engenharias e Ciências da Computação da UFJF.

Foi idealizado pelos alunos a partir de um problema cotidiano da vida moderna, o carregador solar portátil de celular é a solução para a falta de bateria num local sem acesso a rede elétrica.Passando por todo o processo de pesquisa, estruturação, definição e montagem, este projeto proporcionará um conhecimento em vários aspectos, como por exemplo painéis fotovoltaicos, baterias e conversores. Ao final de todo o processo, o projeto será disponibilizado em um blog tornando o projeto open source, acessível a qualquer usuário da Internet.

Este projeto se constituiu no desenvolvimento de um módulo de controle didático capaz de controlar a temperatura e o nível de dois tanques de água. Em 2015, o egresso Diego Albuquerque Carvalho, desenvolveu seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) a partir dos trabalhos desenvolvidos neste projeto. 

Além disso, em 2016, os membros do projeto escreveram um artigo que foi publicado no Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia (COBENGE) daquele ano.

A proposta inicial dos alunos era trabalhar no aprendizado da linguagem de programação JAVA, pesquisando sobre suas principais ferramentas, além de se aprofundar no assunto de fontes lineares. Outra questão abordada no projeto foi a confecção de uma fonte para ser utilizada em projetos no próprio PET.

Projeto realizado em parceira com o Instituto de Artes e Design (IAD) da UFJF em que foram desenvolvidas vestimentas inteligentes com dispositivos eletrônicos, tais como luva, gorro, colete e um sistema de presença. Este trabalho tinha como objetivo amplificar atividades e sentidos, especialmente o tato. 

Além da elaboração do projeto em si, foi escrito um artigo pelos integrantes e este foi  publicado no Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia (CONTECC) em 2017, realizado em Belém – PA.

Ensino

Para auxiliar os alunos da graduação os grupos PET e GET organizam em conjunto aulões relativos às matérias com maior índice de reprovações e complexidade, sendo geralmente englobadas os cursos do ciclo básico, estimulando assim a integração entre os grupos. No evento são enfatizados os pontos mais importantes explicando os conceitos chave para o entendimento da matéria através da resolução de exercícios.

O projeto Calouro Web inicia-se com a escolha da equipe de membros do PET-Elétrica, que será dividida em sub equipes, uma para cada habilitação e fará parte da organização do projeto. O projeto é dividido em três etapas: escolha dos temas, apresentação do tema escolhido e o debate, sendo que em cada parte há a aplicação de métodos de PjBL para que os alunos sejam os responsáveis pela construção de seu próprio conhecimento. Os membros do PET serão os responsáveis por escolher os temas a serem sugeridos para os alunos, dividir os alunos em grupos, auxiliar os alunos em algum problema que ocorrer durante o projeto, dar sugestões de como montar a apresentação ou preparar o debate e avaliar o desempenho dos alunos durante o projeto.

A competição Linusbot é mais um dos projetos de Ensino do PET. Criado em 2014, o objetivo do projeto é que os calouros da Engenharia Elétrica montem um robô seguidor de linha, ou seja, um carrinho que, através de sensores infravermelhos, consegue identificar uma faixa preta na pista branca e segue somente a faixa. No seu desenvolvimento, os petianos dão um total de seis aulas com teorias e atividades práticas, para que os calouros aprendam tudo do zero, não necessitando conhecimento prévio. As aulas abordam, principalmente: Arduino, sensores, motores, outros componentes eletrônicos e teoria de controle.

Em equipes, os participantes devem montar um robô e competir para ver qual dos robôs realiza o percurso em menor tempo. A equipe vencedora recebe prêmios dos nossos patrocinadores e brindes. 

Esse evento acontece no anfiteatro da faculdade de Engenharia (Anfiteatro da Cantina) no horário de almoço, para que o máximo de pessoas consigam assistir, inclusive de outros cursos da UFJF.

O “Linus”, além de contribuir para que os calouros tenham contato, mesmo que pequeno, com assuntos que só teriam mais a frente do curso, facilita muito a integração e desenvolvimento de habilidades transversais, como liderança, proatividade e trabalho em equipe. 

O Linus é feito semestralmente, e ano passado ele atingiu a marca da X (décima) edição, em que bate3mos recorde de inscritos e também de público assistindo.

Com o intuito de aprimorar a habilidade de conversação e gramática na língua inglesa dos petianos, o projeto é realizado em forma de aulas periódicas de tema pré-estabelecido com atividades interativas e em grupo, estimulando a participação dos integrantes, aperfeiçoando assim a capacidade de comunicação e expressão fora do idioma materno e estendendo o acesso à novos conhecimentos.

Extensão

O Boas Vindas é um projeto de compartilhamento de aluno para aluno, composto por três etapas principais. Primeiro nós recebemos os calouros nos dias da matrícula, apresentando o PET e nossos projetos para eles e para suas famílias. Depois, temos o Calouro Day. que é um dia destinado a apresentar a faculdade, projetos e segmentos que eles podem fazer parte, as habilitações, e uma conversa sobre as dúvidas iniciais da faculdade. Quando esse dia se finaliza, nós mantemos contato com os calouros pelo restante do semestre, esclarecendo dúvidas sobre diversos assuntos como: grade de horários, oportunidades dentro da universidade, segmentos estudantis e dicas de conhecimento geral. 

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

 

O projeto Engenharia de Portas Abertas foi criado com o intuito de complementar o já executado projeto pelos PET’s e GET’s da Faculdade de Engenharia de Juiz de Fora, Engenharia nas Escolas trazendo, principalmente, alunos de Ensino Médio e interessados à uma visita à Faculdade de Engenharia de Juiz de Fora, realizando uma manhã de visitação aos laboratórios de todas as áreas e uma exposição de projetos de diversos segmentos. Além do PET Elétrica UFJF, o projeto conta com o apoio de mais de quinze segmentos diferentes da Faculdade, trazendo abordagens e perspectivas diferentes em cada área.

O projeto de caráter vocacional tem o intuito de mostrar aos alunos do ensino médio, com uma maior clareza, todos os detalhes e formas de ingresso na UFJF, quais cursos de engenharia são ofertados, o número de vagas, o que será estudado e quais as possíveis áreas de atuação no mercado de trabalho. Com isso irá se reduzir o número de pessoas que chegam ainda indecisas na faculdade de engenharia e consequentemente evitar a evasão do curso. A atividade é realizada através de palestras, nas quais os petianos explicam as informações contidas em slides e vídeos. Para abranger os demais cursos de engenharia, o PET Elétrica trabalha junto aos outros grupos PETs e GETs, que ficam encarregados de fazer apresentações das demais áreas.

Alternar conteúdo

O SPAC (Student Professional Awareness Conference) tem como objetivos sanar a falta de vivência no mercado dos docentes que optaram pela carreira acadêmica em dedicação exclusiva e tempo integral,para isso trazemos profissionais, com experiência considerável na área de engenharia, ou mesmo já aposentados, que possam falar sobre suas experiências profissionais sem foco nos aspectos técnicos, margeando um roteiro de perguntas pré-estabelecido. Todas as pessoas vinculadas a Instituição de Ensino, principalmente os PET’s e GET’s, serão aceitas e convidadas as apresentações de entrada gratuita pelos mais diversos meios de comunicação.

Outras atividades

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.
Alternar conteúdo
Alternar conteúdo

Este projeto é realizado em conjunto com o PET Civil por meio de reuniões periódicas de cunho mais informal com o intuito de discutir assuntos relacionados ao meio acadêmico e aos estudantes que o compõe, utilizando meios de instigar a conversa e a troca de argumentos é possível encontrar e amenizar ou solucionar os problemas sociais que cercam os estudantes da Universidade Federal de Juiz de Fora.

O SPA Tecnológico é focado na difusão do conhecimento entre os membros do PET Elétrica por meio dos minicursos, bem como na aplicação da metodologia central na qual é fundada o PET, o PJBL, aprimorando a capacidade colaborativa e de trabalho em equipe, além de proporcionar momentos de reflexão sobre a estrutura da educação em âmbito local, reflexão acerca de temas que nos cercam, além é claro de momentos de descontração. O SPA é um projeto que une e fortalece os petianos quanto grupo.